Black Island Ending, Explained

Dirigido por Miguel Alexandre, o thriller erótico alemão ‘Black Island’ leva o público a uma ilha escassamente povoada para uma exposição contundente. A história da vingança gira em torno de Jonas, que está terminando seus últimos dias na escola. Após a morte de um professor reverenciado na escola local, um professor substituto misterioso aparece na ilha. O conto de vingança posteriormente revela que o professor tem um motivo muito mais ameaçador do que doutrinar alunos com a poesia de Rilke.

O filme brilha com uma atuação soberba do elenco formado por Alice Dwyer, Philip Froissant e Mercedes Müller, e a cinematografia adiciona uma camada de destruição à história sombria. Os momentos finais acelerados podem levantar algumas questões em sua mente. Se for esse o caso, vamos de mãos dadas decifrar o desenlace final. SPOILERS ADIANTE.

Sinopse do enredo da Ilha Negra

A história leva o público à ilha titular nas Ilhas Frísias do Norte para contar uma história de mistério e vingança. A história começa com a morte do Sr. Maineke, o professor alemão da escola local Klaud-Mann. O avô de Jonas, Friedrich, também ocupa uma posição de prestígio na escola, pois também desempenhou o papel de professor. Após a morte do Sr. Maineke, uma nova professora Helena Jung assume o cargo de tutora de alemão. Ela parece excêntrica e liberal à primeira vista, com uma inclinação para a beleza natural.



Após a aula, Helena liga para Jonas, Nina e Florian para ajudá-la a desempacotar as caixas e arrumar a casa. Enquanto Helena, Jonas e Florian conversam animadamente montando uma estante, Nina se machuca. Florian leva Nina para casa enquanto Jonas segue com sua bicicleta. Mais tarde, em sua casa, Helena queima fotos impressas de Jonas no Instagram. Ela designa os alunos para escrever um poema que soa como Rilke em sala de aula, e o aspirante a poeta-escritor Jonas ajuda Nina a escrever seu poema. O avô de Jonas rejeita sua tentativa, mas Helena o incentiva de todo o coração, mesmo depois de saber que ele ajudou Nina a escrever sua tarefa.

Mais tarde, Jonas vai mostrar a Helena seu manuscrito de poemas, que aparentemente a faz chorar. Jonas a beija impulsivamente, e ela responde com outro beijo revigorante. Eles começam um caso, mas a parada cardíaca súbita de seu avô na cerimônia da escola após a visão de Helena implanta uma dúvida na mente de Nina sobre a aparência sedutora de Helena. A investigação de Nina a empurra para uma conjectura mortal, enquanto Jonas descobre o terrível passado que perseguiu Helena.

Fim da Ilha Negra: Quem é Maria Roth?

Friedrich desmaia depois de ver Helena no evento. Embora Jonas sinta falta desse pequeno detalhe, Nina e sua amiga Jule veem isso claramente. Nina deduz que Helena pode ser a razão da súbita doença de Friedrich e que esses dois podem até se conhecer. Jule acaba sabendo por seu pai que Helena é idêntica a sua professora de alemão na escola.

Nina faz uma visita à biblioteca para procurar os arquivos do antigo anuário escolar para ver se há alguma combinação facial de Helena com algum dos outros membros da equipe. Ela para em uma página para encontrar uma imagem idêntica. A imagem é de Maria Roth, que também foi tutora de alemão na escola. A revelação repentina prepara Nina para um confronto fatal com Helena. Helena sufoca Nina até a morte e, em seguida, rasga a página do anuário.

Quando Jonas vem procurar Nina na biblioteca, Helena conta a Jonas que Nina saiu mais cedo do local. Enquanto Jonas se esquece de procurar a bicicleta de Nina, Helena a vê depois de colocar o cadáver de Nina em seu carro. Ela tira as chaves da bolsa de Nina e recupera a bicicleta também. Helena carrega Nina e seus pertences para a costa da ilha e joga o cadáver no mar. Naquela noite, Helena foge para a casa de Jonas para outra ligação de sonho, e no dia seguinte, o cadáver de Nina lava a costa. Após a revelação, Friedrich desmaia pela segunda vez e é levado ao hospital. Jonas fica visivelmente angustiado e vai à casa de Helena para um confronto.

No entanto, a essa altura, Helena saiu para fazer uma visita ao hospital a Friedrich. Do monólogo provocador de Helena no hospital, entendemos que Maria é a mãe de Helena. Os amigos voltam à biblioteca para encontrar a página arrancada do livro. Eles pesquisam na internet para encontrar uma foto de Maria Roth e Friedrich juntos. Eles investigam um pouco mais para descobrir que Maria Roth morreu misteriosamente em um acidente em 1988. Na manhã seguinte, Helena recebe alta de Friedrich do hospital e bate na porta de Jonas. Antes que Jonas possa entender qualquer coisa, Helena carrega a cama de Friedrich pela porta.

Jonas explode em Helena, e Helena promete contar tudo a ele durante o café. O público vê Helena drogando o café de Jonas, provavelmente para uma morte perfeita após o confronto. Mais tarde, ela coloca a cama de Friedrich perto da janela para uma melhor visão da finalidade de Jonas. O confronto revela que Helena é a tia consangüínea de Jonas. Quando Maria Roth veio como a nova professora de alemão na escola, Friedrich teve um caso ilícito com Maria, e Helena era filha de seu amor. Enquanto Maria estava perdidamente apaixonada por Friedrich, Friedrich só se preocupava com a dignidade. Portanto, Friedrich afogou Maria a sangue frio, enquanto Helena sobreviveu, renasceu com um gosto pela vingança.

Helena está morta ou viva?

Após a revelação, Jonas sente que está drogado. Nesse momento, Helena o arrasta para a piscina, garantindo-lhe que tudo ficará bem. Helena tenta afogar Jonas na piscina, mas Jonas ainda tem força para se livrar das garras de Helena. Ele escapa da piscina e rasteja em direção a casa nos momentos tensos finais. Helena persegue Jonas para dentro de casa, e uma briga entre os dois começa.

Helena tenta sufocar Jonas, mas ele pega um pedaço de vidro. Jonas apunhala Helena no peito com o pedaço de vidro, e ela desaba ao lado de Jonas. No final da história, ela está aparentemente morta, enquanto Jonas e Friedrich escapam da situação com vida. Mas o espectro de Helena assombra Jonas enquanto ele escapa da maldita ilha em uma balsa. No barco, ele persegue uma mulher que usa uma jaqueta amarela idêntica à de Helena.

Por que a ilha está enegrecida no mapa?

Jonas segue a mulher até a lateral do barco, perto da casa das máquinas. A mulher não é Helena, mas ela olha atentamente para o mapa das Ilhas Frísias do Norte pendurado na lateral do barco. A mulher cumprimenta Jonas, que fica aliviado ao saber que ela não é Helena. A mulher pergunta a Jonas se ele pegou o barco da Ilha de Kiel, para o qual Jonas acena. A mulher está curiosa para saber por que a ilha está enegrecida no mapa.

Jonas dá uma olhada no mapa e toca a área escurecida para descobrir que a ilha foi escurecida com a cor pastel preta ou fuligem. A revelação final pinta a história com outra sombra de escuridão após a série de eventos devastadores. A ilha não foi originalmente pintada de preto, mas depois foi colorida manualmente. Pode ser que a ilha tenha sido previamente apagada do mapa por Helena devido ao seu ódio e rancor para com a ilha e seus habitantes.

Copyright © Todos Os Direitos Reservados | cm-ob.pt