Assassinato de Hufracio Arteaga: Onde está David Morris agora?

O corpo de Hufracio Arteaga foi encontrado quase quatro dias após seu assassinato no Easy Drive Auto Sales em Michigan, Indiana. O assassinato horrível e horrível deixou até mesmo o policial mais endurecido pelo crime perturbado enquanto a família de Arteaga lutava para lidar com sua perda. O artigo ‘See No Evil: Michigan City Murder’ do Investigation Discovery retrata o assassinato brutal e mostra como a investigação subsequente levou o assassino à justiça. Se este caso o intriga e você quer saber onde o assassino está no momento, nós o ajudamos.

Como Hufracio Arteaga morreu?

Morador da cidade de Michigan, Hufracio Arteaga é co-proprietário de uma concessionária de carros usados ​​com Sergio Serrano. Ele morava bem ao lado da concessionária e era bastante respeitado na sociedade. Arteaga veio do México para os Estados Unidos apenas alguns anos antes de seu assassinato. Embora ele tenha vivido uma vida bastante solitária, sua personalidade maravilhosa o ajudou a fazer alguns amigos. Conhecida como uma pessoa prestativa e alegre, Arteaga faz falta até hoje.



Hufracio Arteaga desapareceu em 19 de abril de 2016. Seus amigos e familiares estavam muito ansiosos porque não foi possível contatá-lo por telefone ou mensagem de texto. Enquanto a busca por Arteaga continuava, seu sócio, Sergio, fez uma descoberta assustadora na loja de carros usados ​​em 23 de abril de 2016. Ao entrar, ele encontrou Hufracio Arteaga morto no chão. À primeira vista, parecia que ele foi esfaqueado.

A polícia foi imediatamente informada e chegou para encontrar Arteaga já falecido. Uma autópsia revelou posteriormente que o coproprietário havia sido esfaqueado nove vezes, e o assassino até cortou sua artéria carótida, o que resultou no sangramento da vítima até a morte. Também havia sinais de uma possível invasão, já que os cartões de crédito e carteiras de Arteaga foram encontrados em falta. As chaves da vítima para a concessionária, bem como dois carros e alguns pneus, também estavam faltando na cena do crime.

Quem matou Hufracio Arteaga?

A investigação inicial do assassinato de Hufracio Arteaga foi bastante complicada, pois não havia pistas ou testemunhas. No entanto, a polícia teve sua primeira descoberta quando uma testemunha se apresentou e afirmou que, em 19 de abril, ela notou uma pessoa escapando da concessionária por uma janela quebrada. Ela também mencionou que o homem estava vestindo roupas escuras. Felizmente, os detetives foram capazes de corroborar esta afirmação de uma câmera CCTV próxima, que gravou imagens da concessionária e seu estacionamento. O homem de roupas escuras foi visto na fita de vigilância em 21 de abril, enquanto caminhava da concessionária em direção ao estacionamento antes de fugir com o veículo desaparecido.

Posteriormente, o homem foi identificado como David Morris, e as autoridades descobriram uma conexão entre o homem na filmagem e a vítima. Arteaga e Morris eram bem conhecidos, pois este último era uma visão comum na concessionária de carros usados. Testemunhas também afirmaram que Morris costumava fazer vários trabalhos menores e até mesmo fazer recados para a loja. A polícia sabia que tinha Morris por roubo de carro, pois ele já foi flagrado pela câmera. Eles também souberam que ele estava em liberdade condicional, embora não estivesse disponível em seu endereço fornecido.

A polícia esperava por Morris no tribunal da cidade de Michigan e, assim que ele entrou para relatar sua liberdade condicional, começaram a persegui-lo. Depois de segui-lo por alguns quarteirões, Morris foi posteriormente preso e levado para interrogatório. Além disso, a polícia obteve ainda mais evidências, pois o cartão de crédito de Arteaga foi usado momentos após seu assassinato para algumas compras. Ao olhar para as imagens de vigilância nessas lojas, a polícia notou Morris usando o cartão para fazer compras. A câmera também o viu dirigindo o segundo veículo roubado da concessionária. Uma vez questionado sob interrogatório pesado, Morris admitiu ter roubado os carros. No entanto, ele negou envolvimento na morte de Arteaga e alegou que a vítima havia lhe dado voluntariamente seu cartão de crédito. No entanto, Morris admitiu que fez uma compra não autorizada de álcool usando o cartão.

Convencida de seu envolvimento no assassinato, a polícia notou que Morris vestia as mesmas roupas que usava no vídeo de vigilância. Quando as roupas e sapatos foram enviados para testes forenses, as autoridades encontraram sangue neles que correspondia ao DNA de Arteaga. Os testes também determinaram que o padrão de respingos de sangue apontava para a presença de Morris durante o assassinato. Assim, com provas suficientes, a polícia acusou Morris de homicídio.

Onde está David Morris agora?

Após sua prisão, David Morris se declarou inocente das acusações contra ele. No entanto, foi descoberto que enquanto aguardava julgamento, ele tinha supostamente confessou o assassinato a dois outros internos. No final das contas, o júri retornou o veredicto de culpado, e Morris foi condenado por homicídio doloso, junto com duas acusações de roubo, duas acusações de roubo de carro e uma acusação de fraude.

Posteriormente, ele foi condenado a uma sentença de prisão de 60 anos por homicídio, enquanto as acusações de roubo resultaram em duas sentenças de 10 anos consecutivas. Além disso, a acusação de roubo de automóvel fez com que ele recebesse duas sentenças simultâneas de 2 anos e uma sentença adicional de dois anos consecutivos por fraude. No momento, David Morris continua encarcerado na Penitenciária de Pendleton e tem uma possível data de soltura em 2077.

Copyright © Todos Os Direitos Reservados | cm-ob.pt