Julie Bowling Murder: Onde estão Mark Bowling e Rose Vincent agora?

Em dezembro de 2006, Julie Bowling foi encontrada baleada em sua residência em Rocky Mount, Carolina do Norte. A polícia chegou para encontrar a mulher de 45 anos morta dentro de sua garagem. Surpreendentemente, ao mesmo tempo, seu marido foi encontrado em uma viagem de mergulho na Flórida. 'Traído: Assassinato no Necrotério' da Investigação Discovery narra o assassinato de Julie Bowling e mostra uma investigação cheia de reviravoltas que finalmente foi encerrada por uma confissão crítica. Se o caso parece intrigante e você deseja saber onde estão os assassinos no momento, nós o ajudamos.

Como Julie Bowling morreu?

Julie Bowling residia em Rocky Mount, Carolina do Norte, com seu marido, Mark Bowling. Ela era muito respeitada na sociedade e trabalhava como terapeuta de oncologia por radiação no Hospital Geral de Nash. Ela e o marido eram donos da Funerária de Bowling, e sua reputação na comunidade era bastante elevada. Em 8 de dezembro de 2006, os colegas de trabalho de Julie estavam preocupados porque ela não tinha aparecido para trabalhar. Ansiosos, eles saíram procurando por ela e entraram em sua casa para encontrá-la abatida a sangue frio.



A polícia foi imediatamente informada e chegou para declarar Julie morta no local. Uma autópsia mais tarde determinou que ela tinha vários ferimentos a bala no abdômen de uma arma de pequeno calibre. Infelizmente, a polícia não conseguiu encontrar nenhuma outra pista, pois as câmeras CCTV da casa estavam desligadas. No entanto, não houve sinais de roubo e a casa não foi forçada a entrar, o que indica que o assassino teve acesso à residência. Além disso, o marido de Julie, Mark, estava em uma viagem de mergulho na Flórida e teve que ser chamado de volta após o falecimento de sua esposa.

Quem matou Julie Bowling?

Como a polícia não tinha nenhuma evidência física para acompanhar, eles decidiram investigar os relacionamentos pessoais de Julie. Determinados a descobrir o motivo de seu assassinato, eles até conversaram com seu marido, que, junto com Julie, havia se mudado para a residência de Rocky Mount alguns meses antes do assassinato. Mark parecia bastante perturbado com a perda de sua esposa, e a polícia não conseguiu obter nenhuma pista ou pista dele.

No entanto, por meio de sua investigação, a polícia encontrou uma revelação interessante. Eles encontraram pistas e evidências que sugeriam a infidelidade de Mark. De acordo com o programa, Mark traiu sua esposa várias vezes e também visitou strippers. Portanto, quando os policiais começaram a investigar seus relacionamentos, descobriram que ele era muito próximo de Rose Vincent, de Middlesex, Carolina do Norte. Por meio de registros telefônicos e outras investigações, a polícia conseguiu confirmar que Mark estava traindo sua esposa com Rose Vincent.

Com a infidelidade sendo frequentemente o motivo por trás de um crime passional, a polícia decidiu arriscar interrogando Rose. Felizmente, Rose mostrou-se altamente cooperativa e não perdeu tempo em confessar o assassinato. Ela alegou que foi ela quem puxou o gatilho e matou Julie Bowling. Além disso, ela consentiu em uma revista em seu veículo, que usou para se deslocar para a casa de Mark no dia do assassinato.

Com Mark e Rose sendo suspeitos do assassinato de Julie, os dois foram presos. No entanto, a polícia ainda não tinha nenhuma evidência que ligasse Mark ao crime. Assim, eles começaram a examinar sua vida e encontraram por acaso uma stripper cujos serviços eram anteriormente procurados por Mark. Relatórios disseram que a stripper reivindicado Mark sempre falava sobre como queria que sua esposa morresse e até tentou aceitar a ajuda dela no assassinato. Além disso, Rose também decidiu cooperar e alegou que Mark foi o cérebro original por trás do assassinato. Assim, com evidências cada vez maiores contra Mark, seu futuro parecia bastante sombrio.

Onde estão Mark Bowling e Rose Vincent agora?

Crédito da imagem: WRAL-TV

Uma vez levado a julgamento, Rose Vincent se declarou culpado de conspiração para cometer assassinato e assassinato de segundo grau. Com base em suas acusações, em 2008, ela foi condenada a 35 anos e sete meses de prisão com um mínimo de 28 anos e quatro meses antes de ser elegível para liberdade condicional. Ela está atualmente encarcerada na Instituição Correcional para Mulheres da Carolina do Norte em Raleigh, Carolina do Norte.

Crédito da imagem: WRAL-TV

Assim que o julgamento de Mark chegou, Rose decidiu testemunhar contra ele para ajudar a mandá-lo para a prisão. No entanto, Mark, que foi indiciado pelas mesmas acusações, se confessou culpado e foi condenado a 15-19 anos de prisão em 2008. Em 2018, Mark foi encarcerado na Instituição Correcional Sampson em Clinton, Carolina do Norte, quando de repente faleceu devido a causas naturais. Ele tinha 47 anos quando morreu.

Copyright © Todos Os Direitos Reservados | cm-ob.pt