O que está perdido será encontrado significado em 1899, explicado

Que Filme Ver?
 

Netflix's' 1899 ' é um mistério complicado que cria uma natureza muito fragmentada da realidade para seus personagens. O show brinca com vários gêneros, saltando de ficção científica para mistério e suspense psicológico, mas no fundo, explora algumas questões filosóficas profundas. Ao longo dos episódios, dá ao público muitos quebra-cabeças para resolver e muitos mistérios para refletir. De cada personagem a cada objeto em sua posse, a cada fala que proferem no show, torna-se a chave para resolver esse enigma. Uma dessas coisas que aparece em '1899' é a frase 'o que está perdido será encontrado'. Se você está se perguntando o que isso significa, permita-nos lançar alguma luz sobre o assunto. SPOILERS A SEGUIR

O significado do que está perdido será encontrado

“O que está perdido será encontrado” aparece pela primeira vez no verso do envelope que Maura recebeu do irmão. Dentro dele, ele enviou a ela um cartão postal, convidando-a para um encontro em Nova York, com um jornal com a manchete sobre a ausência de quatro meses de Prometeu. Mais tarde, descobrimos que o capitão Eyk recebeu uma carta semelhante no mesmo envelope, com a mesma frase escrita. A frase em si é incompreensível porque ainda não sabemos o que foi perdido. No final da temporada, no entanto, temos uma ideia do que isso pode estar se referindo.

Existem duas instâncias em que essa frase aparece de alguma forma no mundo real, e seu contexto nos ajuda a entender o que isso pode significar para Maura e os passageiros. O primeiro é o poema 'The Faerie Queene' de Edmund Spenser. Um dos poemas mais longos da literatura inglesa, segue as histórias de vários cavaleiros enquanto também fala sobre o reinado da rainha Elizabeth I. Embora se possa considerá-lo pelo seu valor nominal, o poema é conhecido por ser cheio de alegorias, com diferentes camadas aos seus versos.

Um dos versos do poema ‘ Os caminhos de Deus insondáveis ' parte diz: 'Pois tudo o que cai de um lugar / É trazido pela maré para outro / Pois não há nada perdido que possa ser encontrado se procurado.' A última linha tem alguma semelhança com a frase que Maura encontra no envelope. Essas linhas falam sobre o lugar das coisas e como elas sempre vêm à tona, não importa o quão fundo estejam enterradas. Se algo desapareceu de seu lugar, aparecerá em outro lugar de uma forma ou de outra de alguma forma. E não importa o quão evasivo possa ser, se você procurar por tempo suficiente, acabará por encontrá-lo.

Essa explicação se encaixa perfeitamente no contexto da situação de Maura, onde suas memórias são as que estão profundamente enterradas porque ela foi obrigada a esquecê-las. No entanto, eles começam a surgir na forma de falhas e flashbacks que ela tem, o que significa que, embora seu pai possa fazê-la esquecê-los, eles não foram completamente apagados de seu cérebro. A frase de seu irmão pode ser uma forma de ele dizer a ela que, eventualmente, ela encontrará todas as memórias que perdeu.

Outro lugar onde a frase pode ser encontrada é em ‘O Selenodromion de Davi e Salomão’. É um lunar que dura trinta dias e atribui significado a cada um desses dias. Não apenas isso, mas também prediz as coisas que acontecerão naquele dia, dependendo do evento que lhe é atribuído de acordo com a Bíblia. O primeiro dia começa com a criação de Adão, seguido pela chegada de Eva, e então seus filhos, Caim e Abel. Termina no trigésimo dia com o nascimento do profeta Samuel. Mas o que achamos mais interessante é o vigésimo terceiro dia quando o filho de Jacó e Raquel, Benjamim, nasce.

Na tradução por Pablo A. Torijano , o dia é assim descrito: “Este dia é bom para qualquer procedimento prático e para cuidar da casa. O fugitivo alcançará a súplica. O doente cura. As crianças nascidas terão vida curta. O que está perdido será encontrado e o sonho se tornará realidade.” Embora possa ser um tiro no escuro acreditar que este texto possa ter alguma conexão com '1899', não podemos deixar de nos perguntar sobre as coisas que o texto prevê sobre o enredo. “As crianças nascidas terão vida curta” tem notável semelhança com O arco de Elliot no show . E a segunda metade da última linha dá mais peso a tudo o que está acontecendo com Maura.

No final, é revelado que ela está vivendo em uma simulação e tudo isso está acontecendo dentro de sua cabeça. De certa forma, pode-se dizer que seus sonhos estão se tornando realidade. Pelo menos dentro de sua cabeça. Considerando esta, e a outra explicação, fica bastante claro que a frase “o que está perdido, será encontrado” é um sinal para Maura, assim como para os demais passageiros de que há coisas enterradas dentro de suas cabeças, e mais cedo ou mais tarde, eles virão à tona, não importa se foram enterrados intencionalmente ou se foram forçados a isso. Eventualmente, eles terão que enfrentar a realidade e sair do estado de sonho para o qual tentaram escapar.

Some posts may contain affiliate links. cm-ob.pt is a participant in the Amazon Services LLC Associates Program, an affiliate advertising program designed to provide a means for sites to earn advertising fees by advertising and linking to Amazon(.com, .co.uk, .ca etc).

Copyright © Todos Os Direitos Reservados | cm-ob.pt | Write for Us