Esta inteligência artificial está arruinando meu trajeto

As máquinas têm provado ser nossas inimigas há anos, pelo menos no mundo da ficção científica. As coisas ruins continuam se tornando conscientes e se voltando contra nós. Eles fazem isso de novo em Excluir, um filme para a televisão que estreia no Reelz na noite de segunda-feira.

No filme, uma entidade independente e pensante de alguma forma se aglutina a partir dos computadores do mundo, que, é claro, estão todos conectados graças à web. E essa criatura é um ser distorcido e destruidor, porque seu DNA é formado a partir do lixo encontrado na Internet.

Imagem

O filme é pura fórmula, mas se já faz um tempo que você não vê um desses, Está vivo! Nos filmes, Delete é aterrorizante porque ressalta o quanto as máquinas controlarão quando a ficção algum dia se tornar realidade. Além de mexer com mísseis e sistema bancário, essa coisa está manipulando semáforos . Destrua a economia global se quiser, mas bagunçando com nosso trajeto matinal ? Nós não podemos ter isso.



Como costuma ser o caso nesses filmes, de alguma forma cabe a algum garoto aleatório (Keir Gilchrist) - um geeky, é claro - parar o invasor cibernético. Ele se junta a um repórter de jornal (Erin Karpluk) e um F.B.I. agente (Ryan Robbins).

Enquanto o governo americano se debate impotente contra o inimigo invisível, os três saem do controle para tentar impedi-lo. Seth Green entra no filme tarde, como um hacker ansioso para ajudar, animando-o consideravelmente.

Os eventos imaginados pelo filme quase certamente acontecerão na vida real em breve. Talvez eles já tenham. Quando você sai de sua casa controlada por computador e dirige para o trabalho em seu carro controlado por computador, atrasado como sempre, aqueles semáforos incômodos não parecem ficar vermelhos um pouco mais do que o normal?

Copyright © Todos Os Direitos Reservados | cm-ob.pt