15 cenas de filmes mais sensuais de todos os tempos

As cenas de sexo são realmente necessárias nos filmes? A resposta é, na maioria das vezes, eles estão lá apenas para atrair público. Dito isso, há cenas de sexo que são absolutamente necessárias. Eles levam a história do filme adiante ou, pelo menos, são o ponto de viragem na trama. Seja qual for o caso, o que torna as cenas de sexo necessárias nos filmes é a intenção. E a intenção por trás das cenas de sexo os deixa quentes. Essas cenas são quentes, porque são realistas.

O que torna uma cena de filme verdadeiramente quente? São apenas duas pessoas ficando nuas e fazendo sexo? Na minha opinião, uma cena de filme sensual ideal deve ser aquela que invoca profundamente sentimentos de intimidade crua e paixão, em vez de ser apenas um mero show de pele. A atmosfera deve falar por si e as performances importam muito na definição do tom da cena. Isso torna a elaboração de uma cena sexualmente íntima muito desafiadora e há alguns cineastas que já fizeram isso em mais de uma ocasião. Então, vamos dar uma olhada na lista das cenas de sexo dos filmes mais quentes de todos os tempos.

15. The Reader (2008) - Hanna Seduces Michael



Kate Winslet é uma das mulheres mais lindas do planeta. E posso parecer um pouco tendencioso aqui, mas acho que a cena em ‘O Leitor’ em que Hanna seduz Michael quando eles se encontram em seu apartamento é uma das cenas cinematográficas mais sensuais de todos os tempos. A tensão na cena é bastante atenuada, mas Winslet lentamente envolve você em um certo calor com seu afeto maternal e severidade que trazem uma atmosfera aconchegante para a cena. É maravilhosamente escuro, profundamente comovente e estranhamente hipnótico.

14. Brokeback Mountain (2005) - Ennis e Jack Juntos Após 4 Anos

‘Brokeback Mountain’ se concentra não em seus personagens ou gênero, mas na humanidade. Faz você sentir o que é ser humano. É uma das histórias de amor mais apaixonadas de todos os tempos, contada com uma honestidade de partir o coração e uma intimidade surpreendente. Ennis e Jack passam o tempo juntos nas montanhas de Wyoming no verão, mas seguem caminhos separados mais tarde. Ennis vai se casar com seu noivo e quatro anos depois Jack o visita. Sentimentos e desejos acendem quando eles se beijam apaixonadamente enquanto a esposa de Ennis os observa. É um momento profundamente íntimo com fortes nuances sensuais que intensificam ainda mais as emoções reprimidas dos personagens.

13. Unfaithful (2002) - Connie e Paul Dance

‘Infiel’ não chega nem perto de um grande filme, mas tem, tipo, uma tonelada de cenas sensuais. A gostosa Diane Lane tira este filme das trincheiras da mediocridade e o infunde com uma aura sensual que o impede de afundar. A cena onde ela dança com Martinez é tão cheia de paixão e sensualidade crua. O filme é irritantemente previsível desde o início e sabemos muito bem onde as coisas vão acabar, mas essa cena consegue trazer um tipo de tensão e empolgação que quase eleva o filme, mesmo que fosse por apenas alguns minutos.

12. American Beauty (1999) - O sonho de Lester

O sonho inesquecivelmente sensual e hilário de Kevin Spacey com o melhor amigo de sua filha sentado nu em uma banheira coberta com pétalas de rosa em 'American Beauty' é um dos momentos mais memoráveis ​​do cinema. Lester é um homem que sofre de crise de meia-idade e agora está obcecado pela colega de escola de sua filha adolescente. O que o filme consegue fazer de maneira brilhante é nos levar à psique de Lester. Sabemos que o homem é profundamente falho e até assustador às vezes, mas por alguma razão você simplesmente o ama e isso torna sua paixão por Ângela estranhamente fascinante. Esta sequência de sonho é incrivelmente feita e traz a quantidade certa de sensualidade ao mesmo tempo que consegue ser hilária.

11. Black Swan (2010) - Nina e Lily ficam íntimas

Nunca fui um grande fã de Darren Aronofsky. Mas eu sempre admirei sua capacidade de criar uma atmosfera estranhamente assustadora em seus filmes que os torna tão intrigantes. ‘Cisne Negro’ tem uma cena assustadoramente sensual onde Mila Kunis e Natalie Portman ficam íntimas em uma sequência incrivelmente tensa. Aronofsky mantém você no limite, enquanto a tensão aumenta enquanto consegue infundir um tom extremamente sensual, ainda mais elevado pela beleza venenosa de Mila Kunis.

10. Broken Embraces (2009) - Cena de abertura

O cinema do autor espanhol Pedro Almodóvar é tão impregnado de uma certa emoção que explode em você com uma espécie de energia de varinha de paixão que é muito difícil de resistir. ‘Broken Embraces’ abre com um lindo close-up de um olho e somos apresentados ao personagem principal, Harry Caine, que é um homem cego. A mulher lê o jornal para ele, mas ele começa a flertar com ela. Ele pede que ela descreva as partes do corpo dela e após ver que ela está genuinamente interessada nele, ele se levanta, acaricia suas bochechas, a beija e eles fazem amor.

9. Quando Harry Met Sally (1989) - Cena Kat’z Delicatessen

Provavelmente o mais engraçado da lista. ‘When Harry Met Sally’, além de sua abordagem divertida e realista dos relacionamentos modernos, é mais lembrado por aquela famosa cena Deli em que o casal está almoçando e discutindo sobre a capacidade de um homem de reconhecer quando uma mulher está fingindo um orgasmo. Harry está confiante de si mesmo, mas Sally o desafia e então “realiza” um orgasmo fingido enquanto os outros no restaurante assistem. É uma das cenas mais engraçadas já capturadas na tela, mas muito do crédito aqui vai para as habilidades de atuação de Meg Ryan enquanto ela exibe destemidamente seu lado sedutor letal com tanto charme e confiança.

8. Instinto Básico (1992) - Catherine Tramell Interrogation

Provavelmente, a entrada menos surpreendente da lista. A virada inesquecível de Sharon Stone como Catherine Tramell em 'Instinto Básico' é uma das performances de tela mais icônicas de todos os tempos. A maioria de vocês reconheceria a imagem acima porque, mesmo que não tenha visto o filme, a cena em que Tramell está sendo interrogado pela polícia permanece gravada em sua memória por razões muito óbvias. Tramell exibe total fúria na cena enquanto fuma, sentada de pernas cruzadas e provocando os policiais que tentam questioná-la. É um dos momentos mais sensuais do cinema.

7. Lost Highway (1997) - Desert Sex Scene

A sensualidade nos filmes de David Lynch tinha uma qualidade de pesadelo que os torna tão bizarramente sedutores e catárticos em muitos aspectos. ‘Lost Highway’ tem uma das melhores cenas de amor já filmadas. Quando Pete e Alice se encontram em uma cabana vazia no deserto, os dois começam a fazer amor. Lynch cria uma atmosfera tão assustadora, mas irresistivelmente sedutora, que o clima da cena simplesmente embriaga com uma sensação de liberação e loucura catártica. E Patricia Arquette está gostosa como sempre!

6. Boogie Nights (1997) - Cena de Audição

Não é apenas a cena de sexo, mas a construção em direção à cena que torna esta uma das cenas de filme mais sensuais de todos os tempos. Claro, não teria sido nem de perto tão bom quanto é se não fosse pela aparência deslumbrante de Julianne Moore e sua incrível habilidade de atuação. Sua beleza é irreal. No momento em que a câmera rola, somos congelados por suas habilidades sedutoras mortais e ela assume o controle da cena e quase sozinha traz para a cena uma espécie de loucura sedutora que é simplesmente inebriante.

5. Carol (2015) - Carol e Therese fazem amor

‘Carol’ é um filme que me pegou totalmente desprevenida quando o vi alguns anos atrás. E não há sentimento melhor para um cinéfilo do que assistir a um filme que surge do nada e consegue varrer você. A razão pela qual essa cena em particular entrou na lista é bastante simples. Possui uma espécie de simplicidade que o torna tão caloroso e delicado e permite sentir as emoções há muito reprimidas de seus personagens vazando. Não há nada de espalhafatoso na cena. São apenas duas pessoas, livres das garras das normas e expectativas da sociedade, fazendo amor.

4. Azul é a cor mais quente (2013) - Adele e Emma fazem amor

O sexo raramente foi sentido tão emocional, apaixonado, íntimo e libertador. Na famosa cena de sexo de 6 minutos entre Adele e Emma, ​​Abdellatif Kechiche nos deu um dos momentos mais eróticos do filme de todos os tempos e provavelmente uma das maiores cenas de amor já capturadas na tela. É dirigido com tanta paixão que você quase pode sentir seus corpos derretendo em emoções. Não é apenas o sexo que está acontecendo, mas a emoção crua dele, o tipo de sensualidade que evoca em você com uma atmosfera aparentemente naturalista que o torna uma cena como nenhuma outra.

3. Mulholland Drive (2001) - Cena Amorosa

Cada vez que assisto ‘Mulholland Drive’, começo a sentir uma tristeza profundamente inexplicável que corre em minhas veias durante a cena de amor entre Betty e Diane. É incrível quando um filme muda completamente suas perspectivas com visualizações repetidas, porque a primeira vez que vi o filme, essa cena parecia incrivelmente sensual e eu realmente não conseguia ir além disso. Somente na minha segunda ou terceira viagem ao filme, meus pensamentos sobre o filme começaram a mudar. Nunca uma cena de amor foi tão profundamente trágica e melancólica. O relacionamento deles não parece ter qualquer tipo de conotação romântica, mas Lynch infunde uma tensão sexual ao longo do filme que torna esta cena ainda mais apaixonada e catártica de certa forma.

2. The Double Life of Veronique (1991) - Kiss in the Rain

Krzyzstof Kieslowski é, para mim, o mestre supremo da sensualidade. Ele conseguiu encontrar uma beleza rara e hipnótica no ato sexual, diferente de qualquer outro cineasta. Ele amava e entendia as mulheres como nenhum outro cineasta e sua paixão por mulheres se reflete em seu trabalho. Eu poderia muito bem ter adicionado 'The Double Life of Veronique' em sua totalidade, para ser honesto. Todo o filme tem essa atmosfera assustadoramente sensual que possui uma espécie de loucura revigorante que o envolve com seu calor sedutor. Mas isso seria injusto com os outros filmes da lista. A cena de abertura do filme mostra Weronika cantando apaixonadamente na chuva e depois saindo para encontrar o namorado enquanto os dois compartilham um momento muito íntimo antes de irem para o apartamento dele para fazer amor. Essa cena encena lindamente o tom de todo o filme. É uma das cenas de abertura mais cativantes de todos os tempos.

1. Persona (1966) - Cena de praia

pessoa

Ninguém poderia escrever uma cena como Ingmar Bergman. O tipo de tensão crua, sensualidade e intimidade que ele derramava em cada cena feita para experiências cinematográficas profundamente sensoriais. Mas nada jamais superaria a “cena da praia” em Persona. Alma compartilha um segredo íntimo com Elisabeth sobre um encontro sexual que ela teve com dois meninos. A tensão crua na cena cria uma atmosfera profundamente sensual que o cativa em sua intensidade. Nem um grama de pele é exibido e, ainda assim, Bergman cria um momento tão profundamente íntimo, inexplicavelmente sensual e surpreendentemente humano. E essa é a marca de um autor no seu melhor.

Copyright © Todos Os Direitos Reservados | cm-ob.pt