Outono TV 2018: programas novos e antigos para assistir

No sentido horário a partir do canto superior esquerdo: Toni Collette em Wanderlust; Anthony Hopkins em King Lear; Bruce Springsteen, cujo show esgotado na Broadway estará disponível na Netflix; Florence Pugh e Alexander Skarsgard em The Little Drummer Girl.

A televisão tem atraído celebridades importantes há algum tempo. Mas com serviços de streaming, canais a cabo e redes de transmissão travados em uma batalha cada vez mais feroz pelos olhos, a temporada de outono oferece nomes veteranos mais intrigantes do que nunca:

Julia Roberts, dirigido por Sam Esmail do Mr. Robot, em Homecoming da Amazon. Anthony Hopkins como Lear, também na Amazon. O autor coreano Park Chan-wook dirigindo The Little Drummer Girl para AMC. Jessica Lange retornando a American Horror Story do FX. Sean Penn em The First on Hulu. Michael Douglas e Alan Arkin em O Método Kominsky do Netflix. Toni Collette em Wanderlust para Netflix. Benicio Del Toro em Escape at Dannemora e Jim Carrey, dirigido por Michel Gondry, em Kidding for Showtime.

Também estão disponíveis novos programas de alguns dos criadores que definem a era da TV atual: The Romanoffs for Amazon de Matthew Weiner, sua primeira série desde Mad Men, e Camping for HBO de Lena Dunham e Jennifer Konner, o seguimento de Girls.



Aqui está um resumo dos novos programas que virão para a TV e streaming até o final do ano, bem como algumas séries significativas que retornaram. Todas as datas estão sujeitas a alterações.

Leia mais listagens para arte , música clássica , dança , filme , música pop e Teatro . Adicionar eventos diretamente para o seu calendário .

Imagem

Crédito...Erica Parise / SHOWTIME

O DEUCE (HBO, 9 de setembro) A cápsula do tempo da Times Square de David Simon e George Pelecanos salta para a era disco - mais cabelo, roupas piores, música melhor e referências a Al Goldstein, Spencer Haywood e Tony Manero nos primeiros cinco minutos. James Franco ainda desempenha dois papéis e Maggie Gyllenhaal ainda rouba o show.

BRINCANDO (Showtime, 9 de setembro) O Sr. Carrey interpreta seu último homem na lua: Jeff, um pai enlutado e estrela de TV infantil conhecido como Sr. Pickles (sem parentesco com o desenho animado do Adult Swim sobre um cão satânico), que está sentado em grandes reservas de raiva. É o primeiro show regular do Sr. Carrey na TV desde In Living Color, 24 anos atrás, e o reúne com o Sr. Gondry, seu diretor em Eternal Sunshine of the Spotless Mind, que consegue exercitar seu talento para caprichos fora de forma no programa infantil dentro do show. (O figurinista e produtor desse programa, também a irmã e o pai de Jeff, são interpretados por Catherine Keener e o incomparável Frank Langella.)

REL (Fox, 9 de setembro) Tendo se estabelecido em produções aventureiras como The Carmichael Show, Insecure e o filme Get Out, Lil Rel Howery segue a rota tradicional de sitcom multicâmera para seu primeiro papel de destaque. Ele é um homem de Chicago que enfrenta a vida sozinho depois que sua esposa o deixa para ir ao barbeiro; que a humilhação é o assunto da maioria das piadas do piloto, a melhor das quais é dita por Sinbad como o pai de Rel.

VOCÊS (Lifetime, 9 de setembro) Penn Badgley, estrelando em uma série pela primeira vez desde Gossip Girl, interpreta um balconista de livraria super fofo que também é um perseguidor super assustador em um thriller satírico que critica o exibicionismo da mídia social e a cultura de conexões. Criado pela poderosa dupla de Sera Gamble (Magos) e o onipresente Greg Berlanti, o programa enfrenta o desafio Bates Motel e Dexter de humanizar o herói psicopata, mas tem alguma margem de manobra - já foi aprovado para uma segunda temporada.

JACK IRLANDÊS (Acorn TV, 10 de setembro) Por meio de três filmes e agora de duas temporadas de seis episódios, Guy Pearce tornou o advogado de Melbourne e detetive amador Jack Irish - desajeitado, deprimido, resignado com o fato de que a vida conspira para irritá-lo - um dos os heróis duros mais cativantes do mistério da TV. Desta vez, os nobres instintos irlandeses são despertados pela Big Pharma; como sempre, Pearce faz parte de um elenco de estrelas australiano que inclui Marta Dusseldorp, Roy Billing e Aaron Pedersen como namorada, agenciador de apostas e executor, respectivamente, que têm pontos fracos para o irlandês, embora saibam melhor.

HISTÓRIA DE HORROR AMERICANA (FX, 12 de setembro) A Sra. Lange retorna, interpretando Constance Langdon, a mãe monstro da primeira temporada da série de antologia, e ela se juntou às ex-alunas do Horror Story Lily Rabe, Sarah Paulson, Gabourey Sidibe, Taissa Farmiga, Frances Conroy, Kathy Bates e a própria Bruxa Branca, Stevie Nicks.

BOJACK HORSEMAN (Netflix, 14 de setembro) Na 5ª temporada, Bojack (Will Arnett) está estrelando uma série sobre um detetive particular parecido com Bojack. Você sabe que a série dentro da série é uma TV de prestígio porque são 10 episódios e o humilde diretor-roteirista (dublado por Rami Malek) força Bojack a fazer sua primeira cena de nudez.

O PRIMEIRO (Hulu, 14 de setembro) O Sr. Penn é discreto como um astronauta grisalho e enlutado liderando uma missão a Marte nesta série de Beau Willimon (House of Cards), uma mistura séria de política, ciência e drama familiar.

PARA TODO SEMPRE (Amazon, 14 de setembro) Depois de enviar afetuosamente várias encarnações da auto-importância do noroeste do Pacífico em Portlandia, Fred Armisen muda seu foco para a complacência do sul da Califórnia em esta nova série criado pelas estrelas da comédia alternativa Alan Yang (Master of None) e Matt Hubbard (30 Rock). Armisen e Maya Rudolph interpretam um casal de Riverside cujas rotinas se tornaram muito confortáveis.

O POLVO (MHz Choice, set. 18) Um marco da TV italiana, este drama da Máfia (que se traduz como O Octopus) durou 10 temporadas, começando em 1984. A emissora italiana RAI restaurou os episódios e forneceu novas legendas em inglês.

A CAÇA PELAS FITAS DE TRUMP COM TOM ARNOLD (Viceland, 18 de setembro) Talvez o título de programa mais autoexplicativo da temporada. (A menos que seja Will Smith: The Jump.)

MEUS PÊSAMES (Facebook Watch, 18 de setembro) Elizabeth Olsen interpreta uma mulher que está muito, muito triste após a morte de seu marido, em uma série de meia hora que vai além da definição de comédia de humor negro. Kit Steinkellner (Z: The Beginning of Everything) é o criador, Lizzy Weiss (Switched at Birth) é o showrunner e Janet McTeer e Kelly Marie Tran interpretam a mãe e irmã do protagonista.

A melhor TV de 2021

A televisão este ano ofereceu engenhosidade, humor, desafio e esperança. Aqui estão alguns dos destaques selecionados pelos críticos de TV do The Times:

    • 'Dentro': Escrito e filmado em uma única sala, a comédia especial de Bo Burnham, transmitida pela Netflix, chama a atenção para a vida na Internet em meio a uma pandemia .
    • ‘Dickinson’: O A série Apple TV + é a história da origem de uma super-heroína literária que é muito séria sobre seu assunto, mas não é séria sobre si mesma.
    • 'Sucessão': No drama cruel da HBO sobre uma família de bilionários da mídia, ser rico não é mais como costumava ser .
    • ‘The Underground Railroad’: A adaptação fascinante de Barry Jenkins do romance de Colson Whitehead é fabulística, mas corajosamente real.

DEAD LUCKY (Sundance Now, 20 de setembro) Desde sua longa temporada na TV americana em Six Feet Under e Brothers & Sisters, Rachel Griffiths tem trabalhado principalmente em sua Austrália natal, onde ela filmou pelo menos seis séries ou minisséries desde o fim de Brothers & Sisters. O mais recente é este de quatro partes no qual ela estrela como um detetive da polícia de Sydney que está sob uma nuvem após a morte de um policial que ela estava treinando.

O BOM COP (Netflix, 21 de setembro) O primeiro show do escritor e produtor Andy Breckman desde que Monk terminou, nove anos atrás, é outra comédia dramática sobre um detetive tenso e seu ajudante espirituoso. Josh Groban assume o papel de monge, como um detetive da polícia de Nova York que é sufocantemente ético (ele é literalmente um escoteiro). No papel de força vital Sharona-Natalie está Tony Danza como o pai do herói, um policial que está em liberdade condicional após um escândalo de corrupção.

MANÍACO (Netflix, 21 de setembro) Escrito pelo romancista Patrick Somerville, dirigido por Cary Joji Fukunaga (a temporada mais assistível de True Detective) e anunciado como uma comédia de humor negro, esta minissérie estrela Jonah Hill e Emma Stone como participantes de um estudo de drogas psicofarmacêuticas. Sally Field e Justin Theroux (com uma série de cabelos péssimos) também aparecem.

JANE FONDA EM CINCO ATOS (HBO, 24 de setembro) Susan Lacy, a produtora American Masters de longa data que agora faz documentários biográficos para a HBO, segue Spielberg com outra história de Hollywood. Os cinco atos não são baseados em capítulos da vida da Sra. Fonda, como ativismo ou aeróbica; eles estão atrelados aos homens, ou sua liberdade em relação a eles: Henry (Fonda), Roger (Vadim), Tom (Hayden), Ted (Turner) e finalmente Jane.

MAGNUM P.I. (CBS, 24 de setembro) e MURPHY BROWN (CBS, 27 de setembro) Mais duas reinicializações se juntam ao Hawaii Five-0, MacGyver e S.W.A.T. na tentativa da CBS de recriar sua programação do horário nobre por volta de 1985.

MANIFESTO (NBC, 24 de setembro) A última premissa de algo-estranho-aconteceu-enquanto-estávamos-no-ar (Lost, Fringe, The Strain): Um vôo de rotina pousa e os passageiros e a tripulação descobrem que cinco anos se passaram passado. Robert Zemeckis, cujo último crédito na TV veio em 1993, é produtor executivo.

FBI (CBS, 25 de setembro) O que há a dizer sobre uma nova série de Dick Wolf? Este se destaca por não estar na NBC e por não ser chamado de Law & Order: FBI. Missy Peregrym, Zeeko Zaki, Ebonee Noel e Jeremy Sisto atuam como agentes no escritório de Nova York do F.B.I. O piloto tem marcas registradas de L&O como o sapateado entre o medo e o sentimentalismo, uma história simplificada das manchetes e muito falado policial em staccato. (Isso é um telefone celular? Parece. Está derretido na perna.)

SENHOR. ENTRE (FX, 25 de setembro) O ator australiano Scott Ryan escreveu esta série de seis partes e a estrela como um bandido com alma, cuja vida é retratada em termos desarmadoramente comuns - um encontro fofo enquanto passeava com seu cachorro, um favor embaraçoso para um amigo. A configuração lembra Barry da HBO (assim como o formato de meia hora) e o personagem parece uma versão mais jovem de Mike Ehrmantraut de Breaking Bad and Better Call Saul, mas o show é baseado em um filme, The Magician, que Mr. Ryan fez 13 anos atrás.

NOVA AMSTERDÃO (NBC, 25 de setembro) O sucesso de The Good Doctor significou que outros dramas hospitalares inspiradores não ficariam muito atrás. Este, com Ryan Eggold como o novo médico top em um hospital de Nova York baseado em Bellevue, enchia o ebola, envenenamento por monóxido de carbono, câncer (duas vezes), placenta prévia, negligência na infância e os perigos do namoro interracial em seu primeiro episódio.

O BOM LUGAR (NBC, 27 de setembro) A comédia mais amada pela crítica e amplamente analisada na TV aberta retorna para sua terceira temporada. Alerta de spoiler se você não for pego: desta vez, eles não estão no bom lugar ou o lugar ruim. Bem, dependendo do seu ponto de vista.

WILL SMITH: O SALTO (YouTube, 25 de setembro) O Sr. Smith salta de bungee jump de um helicóptero sobre o Grand Canyon em seu aniversário. A transmissão ao vivo, que se espera não se torne uma série, será realizada em seu canal no YouTube.

UM MILHÃO DE COISAS PEQUENAS (ABC, 26 de setembro) Mais ou menos como This Is Us se fosse ambientado em Boston, focado em quatro amigos homens (interpretados por Ron Livingston, David Giuntoli, Romany Malco e James Roday) em vez de uma família e tinha um apetite maior por linhas de soco.

EXETER (Sundance Now, 27 de setembro) Evocando os dias do drama radiofônico - em grande parte adormecido nos Estados Unidos desde meados da década de 1980 - este podcast com script de seis episódios é estrelado por Jeanne Tripplehorn e Ray McKinnon como detetives em uma cidade da Carolina do Sul. Para streaming de vídeo, o podcast será acompanhado pelo que é conhecido como legenda dinâmica, um processo no qual as legendas tradicionais podem ser ajustadas tipograficamente e movidas pela tela.

OS COOL KIDS (Fox, 28 de setembro) Vicki Lawrence, David Alan Grier, Martin Mull e Leslie Jordan tentam recapturar um pouco da magia das Golden Girls como os quatro residentes mais agressivos da casa de repouso Shady Meadows, em uma sitcom de retrocesso criada por It's Always Sunny na Filadélfia, o ator e escritor Charlie Day e Paul Fruchbom.

KING LEAR (Amazon, 28 de setembro) Costumava ser que ver o Lear de um grande ator significava uma viagem para Londres ou um dos Stratfords. Agora significa uma assinatura Amazon Prime. Richard Eyre nova adaptação da BBC , cortado para duas horas e ambientado no presente, estrela o Sr. Hopkins e o rodeia com um elenco poderoso, incluindo Emma Thompson, Emily Watson, Jim Broadbent e Andrew Scott. (E, para os fãs de Outlander, Tobias Menzies como Cornwall.)

ÚLTIMO HOMEM DE PÉ (Fox, 28 set.) Ainda de pé, em sua sétima temporada, em uma nova emissora.

DEUS ME AMIGO (CBS, 30 de setembro) Do currículo compartilhado de Steven Lilien e Bryan Wynbrandt como roteiristas-produtores - Gotham, Hawaii Five-0, CSI: NY - você não esperaria que eles criassem uma fantasia e mistério sobre um podcaster ateu que começa a receber pedidos de amizade de Deus. (Deus faz o check in do céu? Tantas perguntas.) Mas aqui está, estrelado por Brandon Micheal Hall do The Mayor e abençoado com Joe Morton como o pai pastor do incrédulo.

Imagem

Crédito...Anne Marie Fox / HBO

A VIZINHANÇA (CBS, 1 de outubro) Max Greenfield de New Girl e Beth Behrs de 2 Broke Girls interpretam um casal branco que se muda para um bairro afro-americano em Los Angeles, para consternação e diversão de seus novos vizinhos. Cedric the Entertainer e Tichina Arnold interpretam o casal vizinho.

EU ME SINTO MAL (NBC, 4 de outubro) Aseem Batra (Scrubs, The Cleveland Show) criou esta série sobre (aparentemente) a culpa da esposa e mãe modernas aparentemente perfeitas, estrelando Sarayu Blue (o colega de trabalho médio em No Tomorrow). Um dos muitos produtores executivos é Amy Poehler.

VONTADE E GRAÇA (NBC, 4 de outubro) Grace Adler, de Debra Messing, um dos maiores pesadelos de relacionamento da comédia de situação americana, consegue mais um namorado na segunda temporada da reinicialização de Will & Grace - interpretado por David Schwimmer, que sabe de uma estrela cruzada após seus anos como Ross Geller em Friends.

NO ESCURO (Hulu, 5 de outubro) Doze episódios independentes, cada um uma história de terror atrelada a um feriado, lançados uma vez por mês durante um ano.

MORTOS-VIVOS (AMC, 7 de outubro) A nona temporada do drama de zumbis salta 18 meses no tempo, dando-lhe algum espaço da guerra complicada e não muito emocionante da 8ª temporada. Uma nova showrunner, Angela Kang, supervisionará a preparação para os sobreviventes 'próxima crise e a saída de Andrew Lincoln, a estrela do show desde seu primeiro episódio.

TODOS OS AMERICANOS (CW, 10 de outubro) O ator britânico Daniel Ezra (Prime Suspect 1973) interpreta uma estrela do futebol americano de colégio e Taye Diggs interpreta o técnico que o recruta em sua escola no sul de Los Angeles para jogar no Beverly Hills High.

LEVE COMO UMA PENA (Hulu, 12 de outubro) Cinco adolescentes em perigo por causa do jogo das crianças leve como uma pena, rígido como uma placa, em uma série da fábrica de conteúdo para jovens adultos AwesomenessTV.

OS ROMANOFFS (Amazon, 12 de outubro) O retorno do Sr. Weiner à televisão, três anos depois de Mad Men, é a estranheza da temporada: oito episódios independentes, filmados em sete países, sobre pessoas que acreditam serem descendentes da última família real russa. O elenco transbordante inclui Christina Hendricks e John Slattery de Mad Men, Isabelle Huppert, Corey Stoll, Diane Lane e Kerry Bishé.

EX-NAMORADA LOUCA (CW, 12 de outubro) A história da excitável e melódica Rebecca Bunch (Rachel Bloom), que enfrentava acusações de tentativa de homicídio quando a terceira temporada terminou, começa sua temporada final de 18 episódios.

ACAMPAMENTO (HBO, 14 de outubro) A equipe feminina de Dunham e Konner, junto com John Riggi (mulher americana), são os roteiristas desta série que usa um cenário de filme terrorista tradicional para uma comédia sobre tensões entre um grupo de amigos de Los Angeles. Jennifer Garner e David Tennant interpretam o casal central, em um elenco que inclui Juliette Lewis e Bridget Everett.

ENCANTADO (CW, 14 de outubro) Esta nova versão da série 1998-2006 sobre três irmãs bruxas deve ter uma forte influência de Jane, a Virgem: foi desenvolvida pela showrunner dessa série (Jennie Snyder Urman) e dois de seus produtores-roteiristas (Jessica O'Toole e Amy Rardin).

OS CONNERS (ABC, 16 de outubro) O programa anteriormente conhecido como Roseanne faz sua estreia, sem Roseanne Barr e, provavelmente, um pedaço de seu público.

AS CRIANÇAS ESTÃO BEM (ABC, 16 de outubro) Os Goldbergs, se a infância do criador do programa tivesse sido católico irlandês da Califórnia nos anos 1970, em vez de judeus seculares da Pensilvânia nos anos 1980. Ao contrário de The Goldbergs ou The Wonder Years, em que Patton Oswalt e Daniel Stern, respectivamente, eram as vozes adultas do personagem principal, o criador de The Kids Are Alright, Tim Doyle, faz sua própria narração.

THE ROOKIE (ABC, 16 de outubro) Depois de uma série de papéis coadjuvantes em comédias claras e sombrias (Modern Family, Con Man, Santa Clarita Diet, A Series of Unfortunate Events), Nathan Fillion volta ao que fez tão bem em Castle: jogando o herói improvável de um procedimento de crime de grande rede. (Foi criado pelo escritor e produtor de Castle, Alexi Hawley.) Filion interpreta um homem de 40 anos cuja crise de meia-idade o leva a se tornar o policial novato mais velho do Departamento de Polícia de Los Angeles. Ele inicialmente foi recebido com hostilidade e desprezo, mas podemos adivinhar como isso vai acabar.

DESEJO DE VIAJAR (Netflix, 19 de outubro) A Sra. Collette é motivo suficiente para verificar qualquer coisa; aqui, para aumentar o interesse, ela está estrelando uma história de seis episódios do dramaturgo altamente talentoso Nick Payne (Constelações). Ela interpreta uma terapeuta britânica que está reavaliando tudo - vida, amor, marido (Steven Mackintosh), monogamia - após um grave acidente de bicicleta.

A MULHER DE BRANCO (PBS, 21 de outubro) O romance de Wilkie Collins de 1859 recebe outra adaptação para as telas, esta estrelando Jessie Buckley como a misteriosa e possivelmente louca mulher vestida de branco e Ben Hardy como o jovem que continua a encontrá-la.

AMÉRICA NATIVA (PBS, 23 de outubro) Uma série de quatro partes combina arqueologia, folclore e testemunho moderno para criar uma imagem de poderosas civilizações nativas que, séculos atrás, foram amarradas em toda a extensão das Américas por comércio, ciência e um sistema compartilhado de crenças.

LEGADOS (CW, 25 de outubro) Um spin-off de The Originals, que foi um spin-off de The Vampire Diaries, é ambientado na Escola Salvatore para vampiros, lobisomens etc. e criado pela supervisora ​​da franquia, Julie Plec.

ALEMANHA 86 (SundanceTV, 25 de outubro) A espera de três anos por uma segunda temporada deste thriller de espionagem da Guerra Fria alemã é igual ao salto no tempo da primeira temporada, que foi intitulada Deutschland 83. Jonas Nay e Maria Schrader retornam como um agente secreto de a Stasi, o serviço de inteligência da Alemanha Oriental, e seu manipulador, que também é sua tia. (Talvez eles possam descobrir por que Sundance está programando seu show para a meia-noite.)

AS AVENTURAS DE REFRIGERAÇÃO DA SABRINA (Netflix, 26 de outubro) Kiernan Shipka, que tem a experiência de interpretar uma jovem em uma situação assustadora de seus anos em Mad Men, estrela esta atualização de Sabrina, a Bruxa Adolescente. É a segunda adaptação da Archie Comics, depois de Riverdale, de Roberto Aguirre-Sacasa, diretor de criação da empresa.

PATRIOTA ATO COM HASAN MINHAJ (Netflix, 28 de outubro) O Sr. Minhaj, o mais recente ex-aluno do Daily Show a obter uma série de tópicos semanais, tem um pedido de 32 episódios, o mais longo fornecido pela Netflix.

ME CONTE UMA HISTÓRIA (CBS, All Access, 31 de outubro) Baseado em uma série espanhola, este é outro programa que alimenta contos de fadas tradicionais na máquina de conteúdo moderno - a primeira temporada é anunciada como Os Três Porquinhos, Chapeuzinho Vermelho e João e Maria combinado em um thriller psicológico sombrio e distorcido. A premissa lembra Grimm da NBC e Once Upon a Time da ABC, mas nas mãos do escritor e produtor Kevin Williamson (The following, Vampire Diaries) é provável que seja um pouco mais sangrento.

Imagem

Crédito...Amazon Prime Video

CASTELO DE CARTAS (Netflix, 2 de novembro) Robin Wright finalmente consegue sua vez como a atração principal do thriller político que colocou a Netflix no caminho para a dominação do conteúdo. Infelizmente, na esteira das alegações de má conduta sexual que levaram à demissão de Kevin Spacey, seu mandato será curto; esta sexta temporada é a última do show.

HOMECOMING (Amazon, 2 de novembro) Baseado em um trailer, O novo thriller psicológico de Sam Esmail irá compartilhar um humor perturbador e um forte senso de design com sua outra série, Mr. Robot. Ele também parece gostar de estrelas com rosto dramático: Rami Malek em Mr. Robot e agora Sra. Roberts, interpretando uma garçonete que começa a ser questionada sobre seu antigo trabalho como conselheira de soldados que retornaram. O elenco inclui Bobby Cannavale e Sissy Spacek.

CLIQUE (Pop, 7 de novembro) Quando o sucesso britânico Skins estreou, Jess Brittain era a irmã mais nova adolescente de um dos criadores do programa; antes de terminar, ela escreveu quatro episódios. Seu próximo projeto foi um show próprio, este thriller ambientado em uma universidade de Edimburgo, que ela criou e escreveu quando tinha 27 anos.

O MÉTODO KOMINSKY (Netflix, 16 de novembro) Muitos programas novos neste outono carregam um alto valor de curiosidade, mas talvez nenhum maior do que este: Douglas como um treinador de atuação envelhecido e Arkin como seu agente idoso em uma comédia de Hollywood criada por Chuck Lorre . (Douglas não protagoniza um programa de TV desde The Streets of San Francisco, há mais de 40 anos.) Lorre, atual rei da sitcom tradicional com The Big Bang Theory, busca alguma credibilidade de câmera única neste melancólica série de oito episódios.

SHE-RA E AS PRINCESAS DO PODER (Netflix, 16 de novembro) Originalmente desmembrado de He-Man e os Masters of the Universe em 1985, She-Ra retorna por conta própria nesta reinicialização da DreamWorks Animation. A nova série foi desenvolvida pela artista de quadrinhos Noelle Stevenson (Nimona, Lumberjanes), de 26 anos.

INIMIGOS: O PRESIDENTE, A JUSTIÇA E O F.B.I. (Showtime, 18 de novembro) O livro do ex-repórter Tim Weiner, Enemies: A History of the F.B.I. é a base de uma série de documentários em quatro partes com foco em confrontos entre presidentes e o bureau, dirigida por Jed Rothstein e Alex Gibney.

ESCAPE EM DANNEMORA (Showtime, 18 de novembro) O Sr. Del Toro interpreta Richard Matt, um dos presidiários que fugiu de uma prisão do estado de Nova York em 2015, o que deveria ser um dos empregos dos cineastas - explicando por que uma funcionária da prisão ajudou os condenados assassinos escapam - um pouco mais fácil. Patricia Arquette interpreta a cúmplice e Paul Dano o outro fugitivo nesta minissérie de oito horas.

A MENINA BATERISTA (AMC. 19 de novembro) Os produtores de The Night Manager voltam com outra adaptação de seis episódios de John le Carré, desta vez dirigida por Mr. Park, o mestre coreano dos melodramas violentos de vingança (fazendo seu primeiro trabalho para a TV). Florence Pugh interpreta a atriz britânica que se torna uma espiã de Israel na década de 1970; Michael Shannon e Alexander Skarsgard também estrelam.

Imagem

Crédito...Produções de longa-metragem

LOLA DE CABEÇA PARA BAIXO (MHz Choice, 4 de dezembro) Escrita e dirigida por Ulrika Bengts, baseada em um romance de Monika Fagerholm, esta minissérie finlandesa sobre mulheres jovens em uma pequena cidade atraiu comparações com Twin Peaks.

MODO (Walter Presents, 6 de dezembro) A segunda temporada desta série sueca focada em um criador de perfis criminais, Inger Johanne (Melinda Kinnaman), e sua filha autista, Stina (Esmerelda Struwe), avança as improbabilidades do passado em nome do suspense: O presidente da os Estados Unidos desaparecem durante uma visita oficial à Suécia; o principal conselheiro do presidente é o homem com quem Johanne teve um caso anos antes; e o mais fantástico, por enquanto, o presidente é uma mulher (interpretada por Kim Cattrall) que vê a Suécia como um modelo para a reforma americana.

SPRINGSTEEN ON BROADWAY (Netflix, 15 de dezembro) O show de teatro com ingressos esgotados de Bruce Springsteen, filmado em duas apresentações antes de audiências privadas, estará disponível pelo preço de uma assinatura da Netflix assim que sua exibição na Broadway terminar.

Copyright © Todos Os Direitos Reservados | cm-ob.pt