Fim de consolo, explicado: como o serial killer morre?

Que Filme Ver?
 

Com o excepcional diretor brasileiro Afonso Poyart no comando, ‘Solace’ é um thriller de mistério que explora a mentalidade de um serial killer. apresentando Anthony Hopkins , Colin farrell , Jeffrey Dean Morgan e Abbie Cornish como protagonistas, o filme disseca esplendidamente os pensamentos de um assassino e a inteligência necessária para capturá-lo. O filme é escrito por Ted Griffin e Sean Bailey com algumas mudanças feitas por James Vanderbilt e Peter Morgan, que permanecem sem créditos. ‘Solace’ conta a história de uma série de assassinatos cometidos da mesma maneira enquanto explora as visões que John Clancy, o protagonista (Hopkins) tem. Todos esses elementos são obrigados a deixar os espectadores perplexos. Então, vamos mergulhar nos meandros e endireitar o enredo. SPOILERS A SEGUIR.

Sinopse da Trama Solace

O filme começa com outro assassinato cometido de maneira semelhante a alguns assassinatos anteriores. O FBI procura pistas, mas não encontra nenhuma. A investigação é liderada pelos agentes Joseph Merriweather e Katherine Cowles. Temendo o terror crescente do assassino que está a caminho de se tornar um assassino em série, Joe sugere que eles peçam a ajuda de John Clancy. Clancy é um médico/cientista e um médium que pode ver a vida das pessoas. Embora em desordem, ele tem visões dos traumas passados ​​das pessoas e incidentes futuros que o ajudam a obter pistas que outras pessoas não conseguem.

Clancy discorda em ajudar no início, mas os agentes o convencem a embarcar. Três assassinatos já aconteceram com o mesmo método e sem nenhuma evidência deixada para trás. Enquanto tudo isso está acontecendo, temos alguns vislumbres e comentários sobre a vida passada de Clancy que o tornaram recluso. Após a morte de sua filha, seu relacionamento com sua esposa também sofreu, deixando-o sozinho.

Nesse ínterim, ele continua recebendo flashes de informações e incidentes que podem acontecer no futuro, deixando-o atormentado sobre o que deve fazer a seguir. Ele até vê a morte de Joe e Katherine em suas visões. Isso o deixa mais alerta e cauteloso em relação aos próximos passos. Logo depois, eles recebem uma ligação anônima que descreve um assassinato. Enquanto a equipe se dirige para o local, Clancy encontra pistas surpreendentes que apontam para o fato de que o assassino também possui habilidades psíquicas. Ele sabia a hora exata em que o FBI chegou ao local. Além disso, ele deixou uma nota em um dos assassinatos com alguns versos da música que Clancy estava ouvindo quando leu os arquivos do caso.

Essa percepção horrível deixa Clancy atordoado e com medo de quão bem o assassino usa suas habilidades e raciocínio dedutivo. O último assassinato atua como um avanço para Clancy, pois ele estabelece uma conexão preciosa entre as vítimas e estabelece um padrão. Ele informa à equipe que todas as vítimas do assassino em série são pacientes com doenças terminais. Eles estavam lutando contra uma ou outra doença que poderia ter acabado e dolorosamente tirado suas vidas. Clancy argumenta que o assassino até matou uma pessoa que ainda não foi diagnosticada. Ele envia um fax para Clancy no exato momento em que a equipe realiza a autópsia da vítima. O fax indica a Clancy onde procurar a doença e está escrito de forma clara e precisa. Isso mostrou o quão bom ele é no que faz.

Depois que outro assassinato acontece, a equipe obtém novas pistas e persegue o mesmo. Em confronto com um dos suspeitos, Joe leva um tiro e revela a Clancy que ele também está com câncer. Após sua morte, Clancy se senta em um bar para pensar e colocar a cabeça no lugar. Do nada, um homem se senta à sua frente chamado Charles Ambrose, que assume total responsabilidade pelos assassinatos e revela seu plano a Clancy. Ele revela como tem matado pessoas doentes para poupá-las da dor e oferecer misericórdia a elas. Ao mesmo tempo, o FBI também rastreia uma arma para Ambrose, acabando em um trem do metrô.

Final Solace: Por que Clancy matou sua filha Emma?

À medida que os assassinatos e assassinatos em série avançam, temos um vislumbre do passado de Clancy e das experiências de vida que o trouxeram onde ele estava. Ficamos sabendo que Clancy tinha uma esposa amorosa, Elizabeth, e uma linda filha, Emma, ​​que foi diagnosticada com leucemia aos 26 anos. Ela passou por vários tratamentos dolorosos para melhorar, mas nada funcionou e ela morreu em uma cama de hospital. Clancy relembra todos os momentos maravilhosos de sua vida, incluindo seu aniversário de 6 anos, quando ele teve a primeira dica de algo ruim à espreita em seu futuro.

Aparentemente, esse também acaba sendo o motivo da separação de Clancy e sua esposa Elizabeth. A morte de sua filha, juntamente com as habilidades psíquicas de Clancy, que são acionadas quando ele toca as pessoas, podem ser os motivos que levaram o casal a se separar. Isso também pode ser a causa de Clancy ficar longe das investigações e usar suas habilidades. Deve trazer um monte de passado doloroso para ele.

O ponto de virada surpreendente é quando, no final, vemos Clancy administrando uma dose desconhecida para sua filha quando ela estava no hospital. Emma continua gritando sobre o quanto dói e como ela não aguenta mais. O conteúdo claro do frasco ou da injeção não é mostrado, mas logo após entrar na corrente sanguínea de Emma, ​​vemos ela falecer lentamente. Clancy fica arrasado depois de fazer isso e talvez até se arrependa por uma fração de segundo. Ele deve ter feito isso por amor e sua incapacidade de ver sua única filha em dor excruciante.

A ironia da situação é que Clancy dá um sermão em Ambrose sobre como ele não tem o direito de tirar nem um segundo de vida de todas as pessoas que ele matou quando foi o responsável pela morte de sua filha. Clancy não conseguia ver Emma em agonia e decidiu resolver o problema com as próprias mãos, que era o que Ambrose estava fazendo, apesar de não ser parente das vítimas. Ele os estava matando com bondade. Como ele disse na explicação: “Às vezes, os maiores atos de amor são os atos mais difíceis de cometer”.

Acontece que o herói e o suposto vilão da história não eram tão diferentes porque faziam o mesmo uso de suas habilidades e se tornavam assassinos. Ele lança luz sobre como essas pessoas estão sobrecarregadas em saber coisas da vida de outras pessoas e como elas escolhem agir sobre isso. A verdade permanece a mesma, não importa quão nobres sejam suas intenções ou quão claramente eles vejam a dor no futuro de outras pessoas, eles não têm o direito de tirar suas vidas.

Clancy e Elizabeth voltaram a ficar juntos?

Depois de muito pensar e agonia, Clancy mantém sua promessa a Joe e estende a mão para Elizabeth. As coisas parecem bem quando eles se encontram amigavelmente e trocam gentilezas. Eles falam sobre a carta que Clancy escreveu para ela e como estão felizes em se encontrar novamente. Quando Clancy a abraça, nós o vemos ter um flashback que o mostra injetando uma substância desconhecida no soro de Emma. Isso eventualmente a mata e a alivia de sua dor implacável.

O que confundiu a maioria dos espectadores é se Elizabeth sabia o mesmo. Ela estava ciente do que Clancy fez, embora não a vejamos no flashback de Clancy? Isso certamente poderia ter tido um impacto mais assustador em seu relacionamento. O casal sai para passear após a conversa e parece conversar sobre a dor. Perder um filho pode ser traumático para os casais. Eles tendem a se comportar de maneira diferente com o incidente e nunca se sabe o que o futuro reserva para o relacionamento deles depois. Mas foi bom vê-los juntos novamente depois de tudo que passaram. Presumivelmente, eles resolveram seus problemas e, eventualmente, voltaram a ficar juntos.

Como o serial killer morre?

Antes do final do filme, Clancy vê muitos elementos abstratos e coisas que não fazem sentido a princípio. Mas à medida que avançamos na história, vemos tudo se somando e fazendo sentido. Ele vê leite derramando, um casal caminhando para o pôr do sol, junto com uma cruz cristã, e todo o cenário do confronto parece ser uma estação de trem com o desfecho sendo a morte de Katherine. Diante desse resultado, Clancy resolve que não deixará Katherine morrer.

Nesse ínterim, Ambrose convence Clancy a continuar seu trabalho para ele e oferecer misericórdia às pessoas que precisam. Ele encoraja Clancy a explorar todo o seu potencial e ver coisas que ele não pode fazer de outra forma. Ele pede que ele se concentre para que uma visão clara possa se materializar em seu cérebro.

Como esperado, as testemunhas do clímax Clancy e Ambrose ficam cara a cara em uma situação cheia de tensão. O primeiro está em uma situação de vida ou morte, onde Clancy pode matar Ambrose ou deixar Katherine morrer, como ele viu várias vezes em suas visões. Isso é corroborado porque Ambrose afirma ter visto todos os resultados possíveis para a situação e estes parecem os mais plausíveis. Ele viu sua morte e sabe que morreria naquele momento. Clancy escolhe a primeira opção e atira uma bala enquanto pula para proteger Katherine. Isso permite que a bala passe por ele enquanto Ambrose morre no local com a bala de Clancy.

Some posts may contain affiliate links. cm-ob.pt is a participant in the Amazon Services LLC Associates Program, an affiliate advertising program designed to provide a means for sites to earn advertising fees by advertising and linking to Amazon(.com, .co.uk, .ca etc).

Copyright © Todos Os Direitos Reservados | cm-ob.pt | Write for Us