Umma Ending, explicado: Amanda está viva ou morta?

Iris Shim criou o sobrenatural bilíngue coreano-inglês familiar filme de terror “Umma.” Embora o teor do filme possa não ser a xícara de chá de todos, ele evita jumpscares genéricos em favor de um drama de roer as unhas misturando realismo e fantasia em um caldeirão de queima lenta. O horror está no transição da cultura tradicional coreana à modernidade americana. A memória desempenha um papel significativo em trazer à tona os sussurros macabros de uma psique reprimida.

Traumas passados ​​levam a manifestações horríveis como Amanda ( Sandra Oh ) é reconectada às suas raízes, e a estrutura familiar abrangente dá à narrativa uma sensação de continuidade. Enquanto se passa em um cenário de ambiente de cidade pequena, o thriller de terror ambíguo brilha com efeitos visuais inteligentes e uma visão empática de seu narrador aparentemente não confiável. No entanto, você pode se surpreender com as implicações da cena final. Deixe-nos intervir se você quiser acompanhar o final de perto. SPOILERS À FRENTE.

Sinopse de Umma

Amanda, imigrante coreana de primeira geração, administra um lucrativo negócio de apicultura com sua filha Chris. Embora tenha sido ideia de Chris inicialmente, ela envelheceu e suas prioridades naturalmente se reajustaram por si mesmas. Eles aparentemente vivem em outra era, sem eletricidade e celular, já que a eletricidade causa uma forte reação alérgica em Amanda. Atualmente, o dono da loja Danny procura Amanda para discutir a expansão do negócio, e Amanda não pode administrar o negócio sozinha.



Amanda fica chateada quando descobre que Chris pretende se candidatar à faculdade na West Mesa University. Danny deu a ficha a Chris, o que foi outro choque para Amanda. Enquanto anda de bicicleta, Chris vê um homem em um carro falando com ela em coreano. Ela não entende a língua, o que faz com que a pessoa vá embora. Essa pessoa chega à casa de Amanda, chamando-a pelo nome verdadeiro, Soo-Hyun. Para desgosto de Amanda, este homem é seu tio, Sr. Kang. Ele viajou da Coréia do Sul para os EUA para alcançar os restos mortais da mãe de Amanda para Amanda.

Depois de repreender Amanda por não ensinar coreano a Chris e fugir de sua família, o tio sai correndo pela porta. No entanto, ele deixa para Amanda o baú com a memória de sua mãe. Amanda mantém o encontro em segredo de Chris e também não fala sobre o conteúdo do baú. Na loja de Danny, Chris conhece sua sobrinha, River. Enquanto Amanda não está pronta para deixar Chris, ela é assombrada pela memória de sua mãe. Suas alucinações começam a ficar fora de controle, enquanto Chris a chama de psicopata. O baú, como a mente inconsciente de Amanda, mantém escondidos os restos do passado, enquanto o fantasma da mãe de Amanda parece espreitar na casa.

Umma Ending: Amanda está viva ou morta? Ela faz as pazes com o espírito de sua mãe?

À medida que o drama termina, realidade e ficção convergem para criar uma paisagem de sonho. Às vezes, o espírito da mãe de Amanda a possui, como no caso do final, quando Amanda é cruel com Chris. Quando Chris chama Amanda de “psicótica”, Amanda lembra a Chris como ela sempre costumava correr para casa de todas as escolas em que foi admitida e como Amanda ensinou Chris em casa como resultado. O insulto é pesado para um adolescente, Chris, que está ansioso demais para comparar Amanda com sua mãe.

Temendo ter se tornado uma sombra de sua mãe, Amanda enterra as cinzas de sua mãe sem nenhum ritual. Amanda não tem nada além de ódio por sua mãe, o que fica evidente na cena do enterro. Uma fita vermelha surge do túmulo (em sintonia com o trabalho da mãe de Amanda como costureira) e envolve a perna de Amanda. Ela cai no túmulo e confronta o espírito de sua mãe. No momento em que Amanda entra no túmulo, tememos que ela morra, mas a mãe de Amanda ama sua filha mais do que tudo no mundo.

Portanto, na vida após a morte, ela não é um espírito nocivo. À medida que a cena final de Amanda conhecendo sua mãe revela o verdadeiro rosto por trás da máscara tradicional (Tal), Umma fica desmistificada. O espírito é vingativo com Amanda desde que ela deixou a família, buscando um diploma de contabilidade e vivendo uma vida independente. No final, Amanda faz as pazes com o espírito de sua mãe. Apesar do lado horrível de sua mãe, Amanda presta o devido respeito à memória de Umma antes do túmulo. Olhando para os momentos finais, parece que Amanda está viva e se desprendendo da memória de sua mãe. No processo, ela encontra paz e se torna mais atenta aos desejos de sua filha.

Por que Amanda não pode estar perto da eletricidade?

Nos primeiros momentos, ficamos sabendo que Amanda não pode estar perto da eletricidade. Na verdade, ela vive uma vida “retrô” com sua filha, como River a chamaria. Ao mesmo tempo em que a inserção dinamiza a personagem de Amanda, ela também dá margem de manobra ao diretor para usar lâmpadas de furacão e criar a magia recatada do filme. No entanto, falando de forma realista, os humanos vivem em um mundo carregado de eletricidade há algum tempo, e a suposta condição de Amanda certamente deixa qualquer um curioso. No entanto, mais tarde descobrimos que a situação de Amanda não tem nada a ver com seu corpo – é mais psicológico do que patológico.

Depois que River usa seu telefone no quarto de Chris, Chris descobre que a condição foi inventada. Ela confronta Danny com o conhecimento, que também tem uma ideia sobre isso. No entanto, ele manteve em segredo, pois achava que Chris já sabia disso. Mas neste ponto, sabemos que Danny está apenas fugindo da situação. Chris volta e se envolve em uma briga com Amanda. Mas depois descobrimos a verdadeira razão por trás do medo de eletricidade de Amanda. Depois de chegar aos EUA, a mãe de Amanda se afastou das interações sociais, ficando em casa a maior parte do tempo.

Umma acabou se transformando na mulher viciosa que Amanda lembra. Quando Amanda queria sair de casa na infância, sua mãe a mantinha trancada dentro de um armário por longas horas. Ela também forçou Amanda a se eletrocutar com um fio elétrico rasgado, e o relato pode desencadear os sobreviventes do trauma de infância. A mãe de Amanda queria que Amanda sentisse a mesma dor que ela, enquanto Amanda nunca poderia perdoar sua mãe pela crueldade. Mas no final, Amanda supera seu trauma enquanto presta homenagem ao túmulo de sua mãe.

O fantasma da mãe de Amanda é real? Qual é o desejo dela?

O brilhantismo da narrativa nunca nos faz tomar partido, enquanto temos que empregar um grau de descrença como espectadores. Amanda é assombrada pelo espírito de sua mãe após a chegada do baú, mas em vários desses casos, o fantasma é revelado como sendo Chris. Em um exemplo, Chris experimenta um roupão, enquanto Amanda, aparentemente delirando, confunde Chris com o espírito de sua mãe. Essas primeiras sequências sugerem que a assombração ocorre predominantemente na mente de Amanda. Não há fantasma, apenas os descontentamentos do passado enraizados nos caprichos da mente. Embora inicialmente com medo e relutante em voltar ao passado, Amanda tem que contar a Chris tudo sobre sua mãe quando Chris insiste.

Por insistência de Chris, Amanda abre o porta-malas. Ela mostra a Chris o tal (uma máscara e uma herança de família herdada de seus ancestrais) e o hanbok, uma roupa tradicional coreana que a mãe de Amanda costumava fazer. Como nunca vemos o fantasma fora da visão em primeira pessoa de Amanda, concluímos que Amanda está mentalmente doente. No entanto, a cena final sugere que pode haver a presença de um espírito. A cena final mostra Amanda e Chris realizando o jesa (rito fúnebre coreano) para apaziguar o espírito da mãe de Amanda. Ao sair de cena, alguém está usando o vestido tradicional, hanbok, no quadro. A sugestão é que o fantasma seja real, mesmo fora dos horrores da mente de Amanda.

Chris frequenta a faculdade?

Para garantir um final feliz, os roteiristas decidiram enviar Chris para a faculdade no final. Amanda supera seu trauma de infância e solta Chris. Enquanto Chris anseia pelo novo começo de sua vida, Amanda precisa cuidar da fazenda sozinha. No entanto, pode haver um pequeno buraco na trama envolvido na feliz conjectura. Se você se lembra, a primeira inscrição de Chris está arruinada, graças ao espírito ameaçador da mãe de Amanda. Danny deu a ela a primeira inscrição, mas o filme nunca mostra Danny fornecendo outra inscrição para Chris. O presente do organizador de River pode motivar Chris a frequentar mais a faculdade, mas o buraco na trama parece gritante. Se você pode ignorá-lo, o final permanece positivo e espirituoso.

Copyright © Todos Os Direitos Reservados | cm-ob.pt