As crianças não estão bem e nem a escola

Kate Logan em uma cena de Sequestrado por Cristo, quinta-feira à noite no Showtime. Ela inicialmente esperava encontrar uma história diferente.

O cristianismo coercitivo tem passado por maus bocados na televisão ultimamente. Em maio, o Independent Lens da PBS transmitiu God Loves Uganda, um documentário devastador sobre o trabalho duvidoso que está sendo feito por alguns evangélicos. E agora, Showtime oferece Sequestrado por Cristo, uma visão interna de uma escola na República Dominicana, onde um certo tipo de pai americano esperava que Deus e a disciplina endireitassem seus filhos adolescentes.

O filme, que será exibido na quinta à noite, não é muito bom técnica ou estruturalmente, e a escola, Escuela Caribe, já fechou e vendeu suas participações . Mas Sequestrado por Cristo ainda oferece um vislumbre de um mundo perturbador cheio de práticas e motivos questionáveis.

O filme é de Kate Logan , que era uma estudante universitária (e evangélica) quando começou a trabalhar no filme, pensando que estaria fazendo um documentário positivo. Durante as filmagens, e depois de conversar com alguns ex-alunos, ela ficou alarmada com o que estava acontecendo na escola, e o filme se transformou em algo totalmente diferente.



A Sra. Logan comete o erro do jovem cineasta ao se inserir na história (ela desempenhou um papel importante ao ajudar um aluno), e de forma desajeitada. Não é necessário; as histórias dos alunos são o que é importante, especialmente a de um jovem chamado David, cujos pais o enviaram para a escola sem seu consentimento em resposta à sua homossexualidade.

Sinto que vou precisar de um grande aconselhamento assim que sair daqui, diz ele. Eu sinto que vou enlouquecer aqui. Eu sinto que vou quebrar.

Desafios jurídicos e outros obstáculos impediram a Sra. Logan de terminar o filme até depois que a escola, sob ataque de outras áreas, foi fechada. Mas há muitas outras roupas obscuras em ação no que tem sido chamado de problemática indústria adolescente. E há muitos pais - alguns deles cristãos evangélicos, muitos deles não - cuja ideia de criar um filho tem muito em comum com a lavagem cerebral.

Copyright © Todos Os Direitos Reservados | cm-ob.pt