Recapitulação e final do episódio 1 de Accused, explicado

Crédito da imagem: Steve Wilkie/FOX

O primeiro episódio de 'Accused' da Fox segue a história de um homem chamado Scott Harmon, cuja vida muda quando seu filho adolescente morre. O episódio apresenta a família Harmon em um estado fraturado, principalmente com seu filho, Devin, apresentando tendências violentas. Eles tentam obter ajuda psiquiátrica para o filho, mas descobrem que ele não está interessado nisso. A história fica mais complicada quando Scott é forçado a enfrentar a possibilidade de que ele precise tomar uma medida drástica para impedir que seu filho faça algo do qual não há como voltar atrás. No final, porém, as coisas tomam um rumo tão trágico que somos forçados a considerar o papel que Scott desempenhou em tudo isso. Aqui está uma olhada nos eventos que acontecem em 'Scott's Story' e o que o final significa para ele e sua família.

Resumo do episódio 1 de Accused

Crédito da imagem: Robyn Cymbaly/FOX

O episódio começa com Scott Harmon sendo levado ao tribunal, onde um repórter pergunta o que ele diria a seu filho, Devin, se ainda estivesse vivo. Isso estabelece o fato de que Devin está morto e dá a impressão de que Scott teve algo a ver com isso. Nos flashbacks, é revelado que Devin estava sofrendo bullying na escola e, em troca, ele fez algumas ameaças muito violentas àquelas crianças. A escola informa os pais sobre isso, mas a esposa de Scott, Lynn, se recusa a aceitar a culpa de seu filho nisso. Ela acredita que tudo aconteceu por causa dos agressores e que eles deveriam responder por suas ações.

Scott, por outro lado, começa a se perguntar se há algo muito errado com seu filho. Ele começa a pensar em todas as coisas que aconteceram no passado, todas as vezes que Devin foi enviado a um terapeuta para processar seus sentimentos e lidar com seus problemas. Nada disso mudou nada. Agora, com a maneira como seu filho está agindo, Scott fica preocupado que Devin possa fazer algo ruim. Ele quer impedir que isso aconteça, mas não tem ideia de como. Eventualmente, ele começa a considerar a possibilidade de ter que matar seu filho. Mas então, um momento de fraqueza leva Scott a fazer algo que resulta na perda de muitas vidas.



Fim do episódio 1 de Accused: de que crime Scott foi acusado? Ele foi considerado culpado?

Crédito da imagem: Steve Wilkie/FOX

Pela forma como a narrativa avança, a princípio, parecia que Scott estava sendo acusado de matar seu filho. Ficou claro que Devin tinha tendências psicopáticas e violentas. A cada momento, Scott se convenceu de que não havia como salvar seu filho, mas ele poderia impedir que coisas ruins acontecessem. Ele considera seriamente matar Devin e até bola um plano para fazer com que pareça um acidente. Ele organiza uma caminhada de fim de semana para eles irem a Deep Gorge, que é conhecido por ser um lugar perigoso onde muitos acidentes aconteceram ao longo dos anos. Chega um momento em que Scott quase empurra Devin do penhasco, mas seu amor por seu filho o domina e ele não consegue continuar com isso.

Ao mesmo tempo, Devin revela que está lutando para lidar com sua raiva e está pensando em ir para a Islândia por alguns meses com um amigo que conheceu em uma plataforma de jogos. Ele promete que, assim que voltar, consultará um terapeuta para resolver seus problemas, mas precisa de dinheiro para pagar a viagem. Scott fica aliviado ao descobrir que seu filho está tentando mudar seus hábitos. Ao voltar para casa, ele também descobre que o cachorro que ele suspeitava que Devin matou está vivo e bem. Scott se sente mal por duvidar do filho e decide ajudá-lo com o dinheiro sem nunca entrar em detalhes de seu plano.

Só mais tarde Scott descobre que os dez mil dólares que deu a Devin para sua viagem foram na verdade usados ​​para comprar armas e munições, que Devin e seu amigo da Internet, Jax, usaram para perpetrar um assassinato em massa em sua escola. . Depois de matar várias crianças, Devin também dá um tiro em si mesmo. Embora não seja aqui que a história termina para sua família. Com a morte de Devin, os pais processam Scott por financiar a onda de assassinatos de seu filho. Ele é considerado responsável pela morte de todas as pessoas que foram mortas por Devin, e foi alegado que nada disso teria acontecido se não fosse a negligência grosseira de Scott em prestar atenção à vida de seu filho.

Crédito da imagem: Steve Wilkie/FOX

As pessoas querem que Scott assuma a responsabilidade por suas ações. Ele deveria ter sido mais proativo e cauteloso ao lidar com os problemas do filho. Ele sabia que Devin estava tendo pensamentos violentos e sabia que, se tivesse a chance, seu filho continuaria com eles. Scott estava com tanto medo dos planos do filho que chegou a pensar em matá-lo, mas não fez a coisa sensata sugerida pelo amigo. Ele não denunciou Devin à polícia, o que pode ter levado o menino a passar um tempo na prisão, mas certamente teria salvado a vida de todas as pessoas que morreram nas mãos de Devin mais tarde.

É essa incapacidade ou total falta de vontade de Scott e Lynn Harmon de se aprofundar nos problemas de Devin que acabou levando à tragédia na escola. Sabendo o quanto seu filho era perigoso, Scott não fez nenhum esforço para descobrir se ele estava mentindo sobre sua viagem à Islândia. É como Devin disse a Jax, seu pai só queria se livrar dele, então ele achou mais fácil pagá-lo do que levar a sério sua responsabilidade como pai e fazer a coisa certa. No final, a lei não responsabiliza legalmente Scott pelas ações de Devin. Mas tanto ele quanto sua família sabem que o sangue de todas as crianças que morreram naquele dia na escola está em suas mãos.

Copyright © Todos Os Direitos Reservados | cm-ob.pt